Comece a criar o seu logótipo

Cartões de Visita | A história, melhores práticas de design, e alternativas digitais

Publicado: 30/10/2020

Nós estamos aqui para mergulharmos em um assunto muitas vezes esquecido no processo de branding, e um que as práticas mudaram nos últimos vezes: os cartões de visitas.


Por causa da pandemia de COVID, muitos aspectos de como nos comportamos profissionalmente estão sendo re-examinados em questão de eficiência, impacto ambiental, contexto cultural e ganho global. É necessário avaliarmos isto, e estamos aqui para examinarmos esse aspecto pequeno, porém muito importante das apresentações profissionais e também lhes dar algumas sugestões de como seguir em frente de forma consciente.


A história dos cartões de visita

 


Os cartões de visita surgiram na China no século XV. Pessoas carregavam pequenos cartões redondos para explicar o quão importante elas eram. Estes cartões eram trocados quando havia uma solicitação de reunião, e também quando credenciais precisavam ser apresentadas para que se visitasse um estabelecimento de elite. O peso do papel, a qualidade do design e a idade de quem o apresentava mostravam a importância do cartão.


Avançamos para a Europa no século XVII, onde os cartões eram usados de maneira similar. Muitas vezes para anunciar uma chegada eminente de pessoas ricas ou aristocratas à cidade. Os cartões também eram usados em uma variedade de interações sociais, de negócios a namoro. Esses cartões possuíam o formato e o tamanho de cartas de baralho, engravadas a ouro, incluíam fontes em negrito e se tornaram um símbolo da nobreza. Casas da nobreza possuíam bandejas para cartões, também ornamentadas, onde os visitantes poderiam deixar um cartão.


No século VXII endereços não eram comuns. Para combater esse desafio, “cartões de negócio” foram inventados especificamente para que pessoas pudessem encontrar o negócio com mais facilidade. Estes cartões eram impressos nos dois lados, em um dos lados havia a informações comercial some o negócio e no outro um mapa onde encontrá-los.
A Revolução Industrial criou, em meio a todas a todo o impacto que trouxe para o mundo, um espaço mais casual para fazermos network. Trocar contatos tornou-se essencial. O “cartão de visita” e o “cartão de negócios” foram forjados em um, e trocados em situações muitos menos formais. Apesar de a classe mais alta possuir uma certa aversão ao informal, essa prática se tornou muito comum nos Estados Unidos.


Tecnologias de impressão permitiram que cartões de visita fossem criados em grandes quantidades, permitindo que empresas de todos os tamanhos pudessem trocar contatos com clientes em potencial e colaboradores. Nos anos1980 uma cultura de trocar cartões havia se estabelecido. Quem consegue esquecer da cena em “Psicopata Americano”, que ficou marcada como uma representação da obsessão pela troca de cartões naquela época?


Cartões de visita são importantes em muitas partes do mundo. No Japão os cartões de visita são chamados “meishi". São cartões em que os dois lados que são utilizados, um deles escrito com letras japonesas e geralmente do outro lado com letras do alfabeto latino. A troca de um meishi é muito mais formal e ritualística que no mundo ocidental. É um ritual de dar e receber, um cartão deve ser segurado por uma das pontas de cima, virado para cima e virado para que a pessoa que recebe ele possa lê-lo. A pessoa que recebe pega o cartão pelas pontas da parte de baixo utilizando as duas mãos. Colocar os dedos em cima do nome ou das informações da pessoa é considerado falta de educação. O meishi é guardado em uma carteira de couro para que não fique gasto, nunca é escrito em cima ou colocado no bolso, o que também é considerado desrespeito.

 

O que se coloca em um cartão de visitas?

 


Um cartão de visitas ajuda você a se conectar com clientes em potencial, parceiros e colaboradores, e amplificar suas conexões, especialmente quando você está começando um negócio ou mudando de carreira. É ainda um ponto forte no mundo profissional. Um cartão, seja e;e digital ou impresso, é simplesmente um arquivo ou impressão com seus detalhes de contato. Esses detalhes incluem seu nome (pessoal e/ou empresa), título da posição (que você exercita no momento ou que almeja obter), e-mail, número de telefone e website. Os detalhes de contato também podem incluir os endereços das redes sociais, seu slogan pessoal, um código QR que leva as pessoas para a sua página ou qualquer outra coisa que você ache importante para uma simples introdução. Digitalmente, esses detalhes são comumente compartilhados em sua assinatura de e-mail. Para impressão, siga os tamanhos padrões a seguir:


Padrão Norte-Americano: 3.5 × 2 in. (88.9 × 50.8 mm)
Padrão Europeu: 3.346 × 2.165 in. (85 × 55 mm)
Padrão da Oceania:  3.54 × 2.165 in. (90 × 55 mm)


As melhores práticas de designs para cartões de visitas

 


Os cartões de visita são uma parte essencial de seu branding. Por isso, eles devem agir como uma extensão visual da sua identidade de marca. Vamos analisar algumas das melhores práticas. 


Mantenha a simplicidade. Equilíbrio, facilidade de ler e compreender são as prioridades quando consideramos elements de design. 


Em questão de espaço, você sempre irá querer considerar três fatores: sangria, margem de corte e margem de segurança. Sangria é a parte de fora do cartão, que provavelmente será removida. A margem de corte é a linha que se pretende cortar o cartão. A margem de segurança é qualquer coisa nas bordas, sujeita a erros de corte, Elementos essenciais como texto ou logos nunca devem ficar além da margem de segurança. Você tem dois lados! Use ambos, ta;vez dedicando um deles exclusivamente para o seu logo, enquanto o outro pode conter suas informações de contato. Pode ser também uma boa idéia utilizar seu logo nos dois lados, com as informações de contato ao lado, claras e legíveis.


Logos e esquemas de cores são os dois aspectos visuais mais importantes. Eles irão também ajudar a influenciar a identidade de marca no cartão, seja ele digital ou impresso. Logos devem tomar um papel principal em seu cartão, com outros elementos visuais em segundo plano, complementando ou aprimorado ele. 


Como criar o seu logo


Agora que nós já falamos sobre alguns fatos importantes sobre ter cartões de visita, você provavelmente vai precisar de um logo. Mas a pergunta é: como criar um?
Essencialmente você tem duas opções: contratar alguém para criá-lo ou fazê-lo você mesmo. As duas opções possuem vantagens e desvantagens, vamos analisá-las individualmente a seguir.
 


Contratar um Designer


 
Designers profissionais conhecem todas as dicas e técnicas que mencionamos acima e muito mais. Quando você contrata um designer, freelancer ou companhia, você está contratando não só o tempo deles, mas o conhecimento. 
 
O problema é que nenhum designer talentoso trabalha de graça. A maior desvantagem de contratar um designer é o custo - designers talentosos cobram centenas ou até mesmo milhares de dólares para criar um logo. 
 
As vezes você consegue achar alternativas mais baratas em sites como o Fiverr, mas esses sites possuem uma reputação ruim de não entregarem o que eles prometem. Existem diversos ex-usuários do Fiverr que se sentem que foram trapaceados . O padrão da indústria para um design de logo é aproximadamente $200, então se alguém lhe cobrar $5, desconfie.
 
Além do mais, mesmo que você tenha o dinheiro sobrando, pode ser difícil de encontrar o designer certo para você. Design gráfico é uma área criativa, existem milhares de estilos diferente para se escolher. Você precisa se certificar que encontrou um designer que entende sua visão e tenha a capacidade de trazê-la à vida, e isso pode levar tempo.


 
Crie o Seu Próprio Logo 

 

Se você não tem o dinheiro sobrando no orçamento para um logo, não se desespere. Enquanto antigamente você teria opções limitadas, hoje em dia a tecnologia avançou e praticamente qualquer um pode criar seu próprio logo utilizando ferramentas online de design de logos como a logogenie
 
Nessa nossa era digital, softwares de design necessitam menos de habilidades e mais da sua criatividade. Você não precisa ser um expert em sombreamento ou pintura - você nem precisa ter mãos firmes. Com as ferramentas digitais, tudo o que você precisa é ter uma idéia.
 
A Logogenie, e outras ferramentas online, utilizam templates para tornar o processo fácil e rápido, mesmo para iniciantes. Primeiro você seleciona a indústria. Nosso algoritmo irá então mostrar as melhores escolhas para a sua indústria, no caso escolas e educação. Simplesmente escolha o que você preferir e comece a editar. Você pode customizar cada template da maneira que desejar, personalizando suas escolhas para: 


- Imagens principais
- Nome da empresa e slogan
- Fonte e tipografia
- Paleta de cores
- Tamanho de texto e imagens
- Posicionamento de texto e imagens
- Adicionando novos ícones
- Camadas (sobrepondo imagens)


 
Você pode  escolher entre mais de 200 ícones da nossa coleção. Uma olhada rápida mostra que existem diversas imagens intelectuais como as que mencionamos acima, como árvores com folhas de arco-íris, brasões, livros, chapéus de graduação, e mais.
 
Utilizando uma ferramenta faça você mesmo como a logogenie, você pode criar um logo profissional em minutos. Quando você terminar você pode comprar as permissões e licença comercial por $24.90, o que garante que você tenha o seu logo para sempre. 
 
Ao mesmo tempo que utilizar templates funciona bem para iniciantes, você obtém melhores resultados se você pesquisar alguns conceitos básicos do design gráfico antes. Continue pesquisando em nosso blog para dicas de design dada por experts no assunto.

 
Digital ou impresso?


Agora que nós falamos da história dos cartões de visita e discutimos as melhores práticas para criarmos um, é hora de decidir: digital ou impresso? Ou os dois? em uma era que o real e o digital muitas vezes se misturam, é importante separar qual espaço é mais poderoso para fazer conexões. Na sua indústria. como os colaboradores, clientes e parceiros se conectam? Você prefere se apresentar online ou em um jantar? Se for difícil de escolher uma opção, talvez seja uma boa idéia possuir tanto cartões digitais quanto impressos.


Os pros da impressão


Cartões de visita impressos dão uma abordagem tradicional ao networking, dão oportunidade de comunicar sua marca para pessoas que você gostaria de se conectar no futuro. Entregar um objeto físico à outra pessoa leva à uma primeira impressão muito mais memorável. Cartões impressos são úteis em conferências, exposições, almoços profissionais e qualquer outro evento de networking. 

 

Os contras da impressão


Pesquisas mostram que 88% dos cartões de visita serão jogados fora em menos de uma semana. Quando a transparência se torna cada vez mais uma norma para os negócios, clientes estão procurando saber como as empresas se portam ecologicamente. Imprimir cartões é um desperdício, pois utiliza materiais que provavelmente irão ser jogados fora no futuro. Além disso, cada vez que uma empresa atualiza suas informações de contato, novos cartões precisam ser impressos. Vamos considerar outras alternativas.

 

O futuro dos cartões de visita 

 


Uma versão eletrônica do seu cartão de visita seria ecologicamente correta, fácil de ser copiada, conveniente de transferir e uma forma progressiva de promover a sua marca. Cartões digitais permitem que se save informações com facilidade, integrando calendários, instruções de acompanhamento, lembretes de compromissos, maximizando sua presença online e muito mais. Cartões digitais são baratos. Ao invés de gastar dinheiro com impressões, você pode utilizar esses recursos para aprimorar outros aspectos do marketing de sua empresa. O mundo se torna cada dia mais digitalizado, e enquanto o mundo passa por uma pandemia que limita o contato físico entre pessoas e se tem um cuidado maior com higiene, utilizar cartões digitais é a decisão correta.

Enquanto sabemos que é verdade que esta alternativa pode excluir as gerações mais antigas, é fácil de criar versões simples e inclusivas que sejam acessíveis para todos. Considere os passos que podem aprimorar a facilidade de compartilhar, salvar e transferir informações de seus cartões digitais. Salve ele para uso offline. Use fontes legíveis e grandes. Realmente considere seus clientes, colaboradores e investidores em potencial ao criar a versão digital ideal de seu cartão.


Cartões de visita  são uma forma efetiva de fazer o primeiro passo em mostrar o quão progressivo, ecológico e consciente sua empresa é. Não é essa a impressão que você gostaria de causar?

 

Veja os nossos outros artigos