Comece a criar o seu logótipo

Como Pensar Como um Designer de Logos e Criar o Logo Perfeito

Publicado: 11/02/2021

Em artigos anteriores em nosso blog nós falamos um pouco sobre os designers de logos. Mais especificamente, nós discutimos recentemente o que você deve esperar ao contratar um designer e o que esperar quando você utiliza uma ferramenta de logos para criar o seu logotipo ao invés de contratar um designer.

Contratar um designer gráfico tem suas vantagens. Quando você contrata um designer você está contratando alguém que foi treinado e design gráfico e criação de logos eficientes. Eles possuem conhecimento sobre a teoria das cores, composição, tendências de design e as formas mais eficientes de comunicar visualmente idéias específicas. É por isso que trabalhar com um designer de logos profissional pode custar caro – você está pagando pela expertise e os anos de experiência deles. Felizmente, você pode poupar bastante dinheiro e ainda assim obter um bom logo ao treinar você mesmo para pensar como um designer.

 

 

Designers de logos vêem os logos de uma maneira diferente do que as outras pessoas. Quando a maioria das pessoas vê um logo, seus pensamentos iniciais provavelmente são se ele é bonito ou feio ou talvez se ele está representando a empresa bem ou não. Quando um designer vê um logo, ele está analisando cuidadosamente as cores que a marca escolheu para representá-la. Ele olha para as formas no logo e como elas se complementam e contrastam com as fontes que a marca escolheu. Ele imagina como o logo ficaria em preto e branco e como ele fica em uma tela de computador e em materiais impressos. Muitas vezes, ele também pensa o que ele faria para deixar o logo melhor se ele tivesse a chance.

 


Então se você decidiu que irá criar o seu próprio logo com a ferramenta de logos, dedique um tempo para aprender a abordar seu logo como um designer faria. Não há custo nenhum, e pode valer muito a pena quando você criar um logo bonito e profissional para a sua marca.

 

Aprendendo o Básico do Design de Logos

 

Comece a pensar como um designer separando os elementos presentes em cada logo. Nós já publicamos anteriormente alguns artigos sobre os conceitos básicos de design de logos, então comece lendo-os.

 

O Significado das Cores e Como Usá-las no Design de Marca

As 30 melhores fontes para criar um logo fantástico

Utilizando formas geométricas no design de seu logo


 
É importante também que você se familiarize com os diferentes estilos de logos, para que você consiga identificá-los facilmente quando você os ver.

Ao aprender como os designers utilizam as cores, fontes e formatos para comunicar os valores das marcas através dos logos, você verá a importância de um logo para a identidade de sua marca. Quando você cria um logo, você combina tudo o que define a sua marca, como a faixa de preço de seus produtos, clientela alvo, posição na indústria e até a sua localização geográfica e coloca em uma só imagem.

 

 

O primeiro passo para aprender como analisar logos criticamente e pensar como um designer é entender como um design consegue comunicar os valores de uma marca. Após você ter revisado esses aspectos do design, um bom exercício é você tentar criar alguns logos para praticar como marcas específicas se comunicariam. Invente duas ou três empresas fictícias, como uma empresa de encanamento moderno para clientes com um gosto refinado e uma empresa que leva cachorros para passear que se diferencia por oferecer brincadeiras e socialização com outros cachorros durante a caminhada. Agora utilize a nossa ferramenta de logos e tente criar logos para essas marcas.

 

Avalie os Gols de Uma Marca Analisando o seu Logo

 

Uma vez que você tenha praticado criar um logo ou dois, você terá um melhor entendimento do processo criativo. Agora faça um teste analisando outros logos – perceba se os logos que você vê todos os dias comunicam com eficiência os seus valores de marca.

Da próxima vez que você estiver na rua, perceba os logos que você vê. Por exemplo, olhe para o logo do McDonald’s. Aqueles arcos amarelos são reconhecidos instantaneamente em qualquer lugar do mundo. O que você pode dizer da marca McDonald’s?

 

Eles são baratos. Eles oferecem refeições convenientes, não comida saudável. E sua comida não é apenas conveniente, ela é relativamente simples e criada para proporcionar um rápido efeito de dopamina nas pessoas, devido à gordura e o sal – não é exatamente um prato gourmet. E se você tem filhos, o McDonald’s é um lugar muito fácil de se conseguir uma refeição familiar rápida.

Agora, utilizando o que você aprendeu sobre cores, formas e fontes, examine como o McDonald’s comunica os valores de marca  que nós acabamos de listar através do logo deles.

Eles escolheram o amarelo, uma cor divertida e cheia de energia. Os arcos são arredondados, não pontiagudos - são arcos amigáveis. E o logo é simples; apenas duas cores e algumas linhas. Fácil.

Agora contraste a identidade de marca deles com a da Brooks Brothers.

 

Ao ver a fonte e a imagem do logo deles, como você pensa que a Brooks Brothers deseja que o mundo veja a marca?

Compare o que esses dois logos comunicam contrastando o que você pensava sobre essas marcas anteriormente. Pergunte a seus amigos a opinião deles sobre certas marcas e leia reviews online para ver se suas idéias sobre essas marcas estão alinhadas com o consenso geral. Você talvez descubra que sua opinião pessoal está de acordo com a mensagem que as marcas querem passar… ou não. Alguns logos não conseguem comunicar a essência de suas marcas com precisão, e há algumas razões para que isso aconteça. 

Você pode encontrar um logo que costumava retratar perfeitamente a marca, mas os tempos mudaram e a empresa mudou, fazendo com que o logo virasse uma relíquia do passado. Quando esse é o caso, uma marca pode fazer sua imagem ficar mais fiel modernizando seu logo ou criando um novo.

Outra razão para que um logo não comunique eficientemente a identidade de marca da empresa é que a empresa é internacional e o logo foi criado para um público com uma cultura diferente. Por exemplo, a cor vermelha é associada à sorte na China. Na Africa do Sul o vermelho é associado ao luto. Para uma audiência ocidental, o vermelho não simboliza automaticamente sorte, mas sim a cor verde, pois ocidentais associam o verde ao dinheiro, o que faz com que eles associem o verde à idéia de ganhar dinheiro, como ganhar na loteria ou alguma outra sorte do destino. 

 


Esses logos não são necessariamente ruins, mas são logos que provavelmente deveriam ter sido mudados ou adaptados para audiências internacionais quando suas empresas alcançaram novos mercados. Quando você estiver criando o seu logo, dedique um tempo para entender as associações culturais que pessoas em cada mercado que você oferece seu produto possuem com as cores e imagens que você pensa em utilizar. Ao focar em apenas um mercado, você pode, sem querer, criar um logo que possa passar a mensagem errada em um outro mercado.

E há também uma razão óbvia do porquê um logo pode não funcionar: ele não é muito bom. Talvez as cores não são as corretas para o tom da marca, talvez a imagem seja muito dissonante com a fonte, talvez ele seja muito genérico e as pessoas não consigam se lembrar dele por mais de alguns segundos. Quando você se treina para pensar como um designer você consegue identificar esses fatores imediatamente e entender com facilidade porque os logos são ruins.

 


Reconhecendo Logos Eficientes Quando Você os Vê

 

Em muitos casos, não fica imediatamente claro o porquê um logo bem feito é tão bom. Isso é porque designers de logo experts sabem como comunicar com sutileza os valores da marca através das escolhas no design. Veja o logo da Disney:
Todos nós já o vimos. Nós conseguimos visualizá-lo com os olhos fechados. O que faz com que o logo da Disney seja tão eficiente?

 

Bem, vamos nos perguntar o que ele nos comunica. Como definimos a Disney? Entretenimento? Bom para famílias? Completa? Culturalmente gigantesca?

Vamos concordar em uma característica que a Disney tem grande sucesso: ser boa para famílias. Existem diversos outros estúdios cinematográficos por aí, mas apenas um automaticamente comunica qualidade e entretenimento para todas as idades: a Disney. Mas como que aquele D que se parece com um G invertido consegue comunicar isso?

O logo inteiro parece ter sido escrito à mão. Ao utilizar uma fonte cursiva que parece ter sido escrita à mão faz com que a Disney, apesar de ser uma das maiores empresas do mundo, pareça próxima e cativante. Audiências sentem como se tivessem uma conexão próxima com a marca e isso provoca confiança que a Disney sempre cumpre o que promete: entretenimento para a família toda, inquestionavelmente. 

 


Quando você analisar um logo, perceba todas as partes dele. Veja que fontes são usadas, que diferentes cores se complementam e contrastam, veja como as formas das imagens e palavras se encaixam. É assim que os designers olham para os logos. Então quando você estiver criando o seu, lembre-se do que você percebeu nos outros logos… e melhor ainda, confira as anotações que você fez. Para aprender a pensar como um designer é preciso prática e a melhor prática é observar logos, analisá-los e então criar os seus próprios.

 

Veja os nossos outros artigos